domingo, 19 de dezembro de 2010

Armando Ferraz, o pai dos 'Carolinos'?

Este é um momento de reflexão, cálculo e/ou imaginação.
Na passada postagem de Novembro (http://aolharproboneco.blogspot.com/2010/11/testemunhos-de-um-bonecreiro.html) citei um dos episódios mais ricos da minha carreira de bonecreiro.
Relatei um episódio em Ílhavo, que pelo que posso calcular terá a haver com a carreira de Armando Ferraz.
Da Gafanha da Nazaré a Ílhavo é um instante. Da Gafanha era Armando ferraz, o fantocheiro e bonecreiro falecido em 1997. E em Ílhavo estive eu há dias a apresentar 'O Barbeiro' do Teatro Tradicional D.Roberto. Em Ílhavo ouvi histórias, lenga-lengas e relatos de um bonecreiro que lá parava frente ao antigo-mercado, actual Centro Cultural de Ílhavo, onde me apresentei no seu exterior.
Chamavam aos meus Robertos, Carolinos, que um dia em S.M. da Feira também chamaram de Artur ao nosso herói popular.

Fica aqui a pergunta no ar:
Seria o mestre Armando Ferraz o homem que os batizou de Carolinos?
Aqui deixo a questão no ar, para que alguém que tenha vivido alguma experiência de perto com o bonecreiro Armando Ferraz, ou que tenha ouvido de boca-em-boca algum relato, que me possa sacear esta curiosidade.

Armando Ferraz - 1924-1997

Sem comentários:

Enviar um comentário