sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

'De Se Tirar O Chapéu', a 20 de Fevereiro no Fórum FNAC Mar Shopping


'De Se Tirar o Chapéu'
Data: 20 de Fevereiro de 2011
Hora: 17h00
Local: Fórum Fnac MarShopping

É um espectáculo delicioso e carinhoso da autoria de Rui Sousa.Vários chapéus dão origem a várias situações de teatro de animação.O chapéu, a sua cor, o que estará lá dentro ou o que acontecerá com este? São questões colocadas pelo público e pelo próprio actor.Umas situações atrás de outras, tendo sempre como base o chapéu, todas diferentes na maneira de abordagem no uso do objecto.O objecto, o actor e o boneco. O chapéu do actor, o actor e o boneco, o chapéu e o boneco, e o chapéu vira boneco. As marionetas usadas neste espectáculo são de manipulação directa e foram construídas por Rui Sousa.

domingo, 16 de janeiro de 2011

Próximo domingo, 23 de Janeiro, Workshop de construção de marionetas - Passarolas


No próximo domingo, dia 23 de Janeiro, não percam uma oficína grátis de construção de marionetas de papel, no Fórum FNAC do Mar Shoppinhg pelas 11h.
A oficína é grátis. É só aparcer.
Até lá.

Oficina de Construção de Passarolas (por Rui Sousa)
As Passarolas, pássaro-marionetas de papel, são de fácil construção e manipulação.
Depois de construídas, pais e filhos brincam e viajam com as Passarolas num universo de música e comédia. A construção destas marionetas é muito simples recorrendo apenas a jornais usados, fita-cola de papel e alguns farrapos coloridos. Nesta como noutras oficinas desenvolvidas por nós, evitamos materiais que sujem, proporcionando sempre uma oficina limpa.
Vem descobrir o mundo das Passarolas!

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Aires de Sousa, O Mestre - Faria hoje 105 anos


Aires de Sousa, O Mestre!

Faria hoje 105 anos, mas com alegria e juventude viveu até às 102 primaveras. Foi meu professor, mestre, tio, avõ e ensaiador.

---

Meados de Outubro de 1917...

Ano e respectivo mês de várias aparições e revoluções...

Entretanto e inocentemente, um miudo traquina de doze anos, quando andava pelos telhados da casa do Sr. Joaquim Carvalho, em Paços de Brandão, pára de repente, quando ouve de uma janela trechos de um violino a tocar... "Nabucco" de Verdi.

Costumavas dizer que «aquela música ficou-me na alma de tal forma que dei por mim a chorar». Acendeu-se uma centelha, que durou toda a tua vida... e que vida avô!! As palavras que disseste a seguir foram para o teu irmão: «Como eu gostava de saber tocar assim, como o sr. Joaquim». O teu sonho torna-se realidade pouco tempo depois. Aprendeste rápido. A música estava no teu sangue... literalmente. Teu irmão António era um grande violoncelista. Teu pai - meu bisavô - também tocava; tua mãe - a famosa "mãe Guida" fundou o grupo "Como Elas Cantam e Dançam em Paços de Brandão". Tu acreditavas «que os dedos são criados do violino». À medida que os anos foram avançando, procuras-te conciliar a tua vida familiar com a eterna paixão pelas cordas. Não eram tempos facéis. Eram tempos em que o estômago era leve como uma pena. Pelo caminho o amor criou raízes. Conheceste a mulher da tua vida enquanto brincavas com um amigo. É assim que acontece, o amor apanha-nos nos momentos mias inesperados, tornando dessa forma o sentimento mais maravilhoso. Dessa maravilhosa união nasceram doze filhos. Costumavas garantir às pessoas mais próximas que não fosse o falecimento da tua amada mulher, há trinta anos atrás, e ainda hoje estariam juntos... mas foste corajoso e heróico, tiveste aquilo a que Hemingway chamava "grace under pressure", a capacidade de manter uma certa graça na adversidade e na tragédia. Sobreviveste. Foste professor de imensos alunos. Perdias a conta aos alunos que ensinaste. Foste um autodidacta, e dessa forma, além do violino, aprendeste com a mestria que te caracterizava, a tocar o violão, contrabaixo, viola braguesa, guitarra clássica, cavaquinho e bandolim.Mas o que eu gostava mais de te ouvir tocar era o violino. Só podia ser dessa forma, porque nós percebemos claramente - como se fosse água cristalina - quando alguém se entrega a alguma coisa de forma apaixonada. E tu tocavas de olhos fechados. Tocavas arrebatadoramente. Apaixonadamente. Nos tempos livres que te restavam, além de dares as tuas aulas - que prazer imenso quando te observava a ensinar - gostavas de dar os teus passeios, a pé ou de carro, com a minha mãe - tua grande amiga - ou com os inúmeros amigos que te prezavam. Na tua terra de sempre - Paços de Brandão - começaram a festejar o teu aniversário quando tinhas noventas e poucos. Mas tu respondias sempre com a ironia fina mas fraterna que te caracterizava... foste sempre avisando que ainda tinham muito que celebrar. Até aos 102 anos quando resolveste partir. No dia do teu "último" aniversário - 06/01/07 - e quando eu já sabia que seria o último, ainda tiveste força para tocar o teu amado violino. Poucos dias depois, perto do final do mês de Janeiro, falecias. Foi durante a madrugada, rodeado de amigos e familiares. Os anjos enlevadamente levavam-te para empreenderes a tua musica. Agora celestial. A tua forma despretenciosa, justa e cheia de coragem de como encaraste a tua vida; a forma como passaste esses anos todos ricos de vida. Ricos de sentimentos. De amizades, risos e lágrimas. Cheios de amor e alegria, mas também de tristezas, imensas tristezas, porque só foste o que és porque sofreste. O que não nos derruba só nos torna mais fortes. Essa tua forma de viver, o teu exemplo é para mim uma inspiração, uma mais valia para minha vida. Não imaginarás, porventura, o privilégio e a felicidade que tenho por ter vivido contigo, convivido contigo, por ser teu neto, sangue do teu sangue. Tu costumavas-me dizer com um sorriso rasgado e sentido: «Nunca te esqueças... a vontade e o sentimento fazem milagres!».

E tinhas razão avô.

Nasceste a 06 de Janeiro de 1905, Dia dos Reis.


Cláudia Sousa

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Workshop de construção de marionetas - Festival Mar Marionetas - Espinho - 15 de Janeiro - 15h

No próximo dia 15 de Janeiro, pelas 15h, Rui Sousa orientará uma oficina de construção de marionetas de manipulação directa, no FACE - Fórum de Arte e Cultura de Espinho.
Este workshop é destinado a quem lecciona ou está envolvido com o teatro e com a animação.
As marionetas de manipulação directa são de fácil execução recorrendo apenas a materiais secos, que assim sendo proporcionam uma oficina limpa.
Aguardamos a vossa presença.

sábado, 1 de janeiro de 2011

Blog das marionetas em Portugal, celebrou com a entrada do novo ano as suas 53.489 visitas!


Parabéns ao blog Marionetas em Portugal!Quero desejar um ano cheio de sucesso ao blog e com muitas visitas!
Quanto aos meus amigos marionetistas, votos de inúmeras produções e sucesso, e vamos contrariar esta depressão colectiva de negativismo e crise e fazer deste pequeno país uma nação marionetista de exemplo ao resto do mundo.
Nós marionetistas portugueses somos muito bons.
Lembrem-se sempre disto, e façam por merecer este rótulo!
Abraço e boas entradas.
Rui Sousa